BISPO DE BISSAU PEDE GUINEENSES PARA SE INSPIRAREM NO LEGADO DE DOM SETTIMO FERRAZZETTA PARA ENFRENTAR A CRISE POLÍTICA

0
251

O Bispo da Diocese de Bissau, Dom José Camnaté Na Bissing, pediu este domingo, 19 de Novembro 2017, os guineenses para se inspirarem no legado de Dom Settimo Arturo Ferrazzetta para melhor enfrentar a crise política do país. “Um ser humano não pode ser avaliado pelo que produz, mas deve ser acolhido e amado pela sua dignidade por isso todos os cidadãos devem contribuir para um mundo justo e fraterno”, lançou o Bispo de Bissau.

José Camnaté Na Bissing falava perante milhares de fiéis durante a homilia da Missa do encerramento das celebrações dos 40 anos da criação da Diocese de Bissau sob lema “A Igreja deve indicar a todos o Caminho da Verdade, da Justiça, da Concórdia e do Diálogo Permanente”, realizada no Seminário Menor em Bissau.

Camnaté Na Bissign disse que é importante saber viver o tempo presente de modo digno, aguardando assim a “Vinda do Senhor”.

O responsável máximo da Igreja Católica da Guiné-Bissau, enalteceu as boas obras do primeiro Bispo de Bissau durante 22 anos (seu antecessor), na implantação das missões católicas em todo o território nacional, acolhimento de várias congregações missionárias estrangeiras, introdução de línguas e instrumentos locais na Igreja, diálogo inter-religioso, promoção de justiça social.

“O Primeiro Bispo da Guiné-Bissau, Dom Settimo Arturo Farrazzetta, procurou concretizar na sua vida o ensinamento da palavra de Deus e sempre utilizava essas palavras “A Verdade Vos Libertará”, por isso que gostaria de centrar a nossa meditação sobre a sua figura, não só para recordar dele, mas também e sobretudo para encontrar na sua vida e obra a inspiração necessária e a coragem para enfrentar a atual situação política do país que continua ser inquietante”

A celebração ainda foi marcada com a ordenação de dois padres diocesanos nomeadamente, Victor Pereira e Mateus Ernesto Djata e um diácono, Eduardo Indeque da congregação “Preciosíssimo de Sangue de Cristo.

Participaram na cerimónia da celebração dos 40 anos da criação de Diocese de Bissau que juntou milhares de fiéis de diferentes paróquias das dioceses de Bissau e Bafatá, Bispos da Sub-região, representantes do Governo, da Assembleia Nacional Popular, partidos políticos, corpos diplomáticos, líderes das comunidades muçulmanas e evangélicas do país.

Dom José Lampra Cá, Bispo Auxiliar de Bissau anunciou que a “Conferência Episcopal” que congrega as dioceses da Mauritânia, Senegal, Cabo-Verde e Guiné-Bissau, que esteve reunido em Bissau [de 13 a 18 de novembro], escolheu, para 3 anos, Dom José Camnaté Na Bissing como Presidente do Conselho desta organização católica que reúne anualmente Bispos para discutir a vida da Igreja e situação económica e social dos respetivos países. Camnaté sucede o arcebispo de Dakar Dom Benjamin Ndiaye na presidência da conferência.A comunidade cristã católica da Guiné-Bissau conta atualmente com duas Dioceses [Bissau e Bafatá], cerca de 40 paróquias e seis dezenas de padres nacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here