CEDEAO anuncia aplicação de sanções

0
251

A delegação da CEDEAO, que se encontrava, em Bissau, desde esta quarta-feira, deixou o país, depois de vários contactos com os principais actores políticos. Uma missão que visava acompanhar os últimos desenvolvimentos ligados à nomeação do novo Primeiro-ministro e ao Congresso do PAIGC e, em comunicado, afirma que vai mesmo aplicar sanções, alegando que não houve o cumprimento do acordo de Conacri.

De notar, aliás, que a CEDEAO teve duas agendas principais: compreender o cenário político, que envolve a nomeação do novo Primeiro-ministro, fora do âmbito do acordo de Conacri, e o tenso clima político que rodeia a realização do IXº congresso do PAIGC. PAIGC, que assume a continuação dos trabalhos da sua reunião magna, cuja abertura oficial, foi dada ontem a noite num dos hotéis da capital, sob forte pressão policial.

Durante a sua estada em Bissau, a CEDEAO desenvolveu contactos com diferentes partidos e sensibilidades politicas, no dia em que promete iniciar a aplicação de sanções às pessoas individuais e coletivas que, na sua perspectiva, obstaculizaram a implementação do acordo de Conacri.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here