DOMINGOS SIMÕES PEREIRA REGRESSA À GUINÉ-BISSAU APÓS UMA AUSÊNCIA DE QUATRO MESES

0
71

Milhares de apoiantes do PAIGC dirigiram-se esta sexta-feira 07 de Setembro ao Aeroporto Internacional de Bissau para acolherem Domingos Simões Pereira, Presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), que regressou ao país após uma ausência de três meses.

Debaixo da intensa chuva que tem assolado Bissau desde ontem, Simões Pereira foi escoltado e acompanhado a pé até à sede do partido por jovens e mulheres que quiseram expressar o seu apoio ao líder dos “libertadores”.

Confrontado com informações sobre a sua eventual “perseguição judicial”, por parte do Ministério Público, o Presidente do PAIGC, jamais se manifestou preocupado. Simões Pereira disse, recentemente, que nunca recebeu uma notificação, enquanto sujeito ou na qualidade de testemunha, no âmbito do processo ligado ao “resgate”.

Com eleições legislativas em perspectiva, marcadas para 18 de Novembro, o líder do PAIGC, que defende a realização do acto como um passo importante para o país, conta já com a forte oposição do MADEM-G15, liderado pelo seu antigo rival interno, Braima Camara, cuja base eleitoral é também oriunda do partido fundado por Amílcar Cabral.

Uma realidade política com que o PAIGC terá de lidar, durante este processo eleitoral, mesmo que alguns analistas aponte que Simões Pereira tem condições para ser o vencedor das próximas eleições legislativas.

Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC e antigo Primeiro-ministro, viu ser reforçado o seu poder estatutário no último congresso do partido, realizado durante uma grave crise interna que culminou com expulsão de centenas de dirigentes e militantes.

In e-Global

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here