FORÇAS DE SEGURANÇA IMPEDEM COLETIVO DE REALIZAR MARCHA

0
307

A Polícia de Intervenção Rápida (PIR) impediu hoje, 07 de Dezembro 2017, a realização da marcha agendada esta manhã, pelo Coletivo de Partidos Políticos Democráticos “Contra a ditadura”, com o intuito de exigir o Chefe de Estado, José Mário Vaz, o cumprimento de acordo de Conakry assinado em Outubro de 2016.

Os elementos das forças de segurança agrediram brutalmente os jornalistas que estavam a fazer a cobertura do acto, impedindo os mesmos a registarem as imagens de repressão policial contra os manifestantes que se encontravam no local de concentração [Chapa de Bissau].

O repórter do Jornal O Democrata e mais alguns jornalistas de outros órgãos privados foram alvo de agressões brutais da polícia que lhes retirou câmeras, ordenando que apagassem todas as imagens já fotografadas. Um funcionário do Gabinete Integrados das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS) que estava no local para a monitorização da situação, também foi agredido pelas forças de segurança que lhe retiraram o telefone.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here