“Nino ka muri”

0
649

João Bernardo Vieira, “Nino”, foi assassinado há nove anos, quando estava em pleno exercício das funções do presidente da república da Guiné-Bissau.

O assassinato de “nino vieira”, pelos militares, aconteceu a 02 de março de 2009, horas depois do assassinato, alegadamente à bomba, do chefe de estado maior das forças armadas, Tagme na Waie.

Para assinalar o nono aniversário da morte do antigo chefe de estado guineense, um grupo de jovens lançou em Bissau uma iniciativa denominada “nino ka muri” (nino não morreu), que visa homenagear e lembrar o legado da figura que foi também primeiro presidente do parlamento da Guiné-Bissau.

Esta sexta-feira, vai-se proceder a deposição de coroas de flores nas campas de nino vieira e Tagme na Waie, em Bissau.

Para recordar, a justiça guineense mandou arquivar o processo dos dois assassinatos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here